Carnaval sem assédio foi o destaque em 2018!

Quando se fala em carnaval já vem na mente muita paquera, beijo na boca e pegação, não é mesmo? O lema continua, mas agora com muito mais respeito e voz para as mulheres. Atualmente existem muitas campanhas pra um carnaval sem assédio (também pra todos os dias do ano) que conscientizam os homens e as mulheres sobre esse tema. Esse ano senti muito mais força no movimento, vamos falar um pouco sobre isso?

Antigamente a pegação rolava solta e os rapazes costumavam puxar pelo cabelo, agarrar, fazer rodinha com os amigos e beijar as minas a força. No geral, quando a menina não queria beijar, terminava beijando por ser vencida pela força masculina enfiando a língua goela abaixo ou simplesmente pra se livrar logo daquela situação em que estava presa. O trabalho árduo foi fazer os homens entender que isso é muito diferente de paquera e é possível criar um ambiente de carnaval leve, divertido e com beijo na boca sem ter que pôr ninguém em situação agressiva, traumática e desconfortável.

Carnaval Sem Assédio

Em 2018 o lema “Não é Não” foi abrangentemente divulgado com adesivos e tatuagens e as minas foram pras ruas fantasiadas de super heroínas. Destaque pra minha amiga Mariana Souto que criou a fantasia Super Mana Contra o Patriarcado que fez sucesso nas ladeiras de Olinda e apareceu até em jornal! As manas estão cada vez mais unidas pra se protegerem. “Mulheres são como água, crescem como se juntam.”

carnaval sem assédio
Foto: Paulo Uchôa/LeiaJáImagens

Casa Amiga das Minas

Um grupo de amigos e amigas criou a Casa Amiga das Minas. Um grupo de 11 casais e 5 solteiros teve a iniciativa de usar a casa que alugaram como um porto seguro pras meninas que sofreram assédio e precisam de ajuda, também ficam de olho pelas ruas pra evitar aquelas rodinhas onde os homens tentam forçar um beijo. O pessoal distribuiu fitinhas pras mulheres amarrarem no pulso em favor da campanha com o número de telefone pra demonstrar apoio. “Qualquer problema, é só ligar e vamos ajudar”, na fitinha tem o número do telefone. Eles criaram mais cartazes e ofereceram pra outras casas e foi um sucesso! Mais de 40 casas aderiram ♥

carnaval sem assédio
Foto: Divulgação

As minas se uniram e a prefeitura ajudou! Foram muitos panfletos, propagandas, cadernos educativos e conversa boca a boca pra chegar num carnaval sem assédio. Acredito que estamos chegando lá! Claro que ainda temos um longo caminho pela frente, a cada ano uma nova batalha é vencida. Abaixo algumas fotos do livreto distribuído pela prefeitura, o nome da campanha é Como Não Ser Um Babaca No Carnaval.

carnaval sem assédio
carnaval sem assédio
Veja o livreto completo aqui.

O que vocês acham dessas campanhas? Quem foi brincar carnaval sentiu o clima um pouco mais leve do que nos anos anteriores? O trabalho é árduo, mas temos que continuar :*** Bjos!!

Veja também: As bolsas carnavalescas da Isa Artbag’s

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.