Arquivo da categoria 'Livros'

04 jul 2016

[Sorteio] Livro de Poesias: (Sem) Você – Iago Alves da Silva

Depois de um tempo parado o blog voltou com um mimo pra vocês! Um sorteio de um livro de poesias escrito por um amigo da época da escola. Fiquei super feliz quando vi a postagem dele no face divulgando o seu livro e já garanti o meu e também um pra sortear pros meus leitores. Eu como Pernambucana faço questão de valorizar e divulgar o que é feito aqui e fico mais feliz em compartilhar algo feito por amigos 😀




Aberto por uma Cordilheira, fechado por uma Muralha e com uma Floresta nel mezzo del camin, o proto-poeta de Iago Alves se enclausura no mundo-seu-quarto e guerreia com as palavras. Fechar-se é, todavia, o tormento do poeta. Sua essência é falar e falar é mostrar-se, revelar-se, desnudar-se e isso, não raro, desespera o poeta, sobremodo o jovem proto-poeta.

Sorteio Livro de Poesia (Sem) Você de Iago Alves da Silva

Pra participar basta preencher o formulário abaixo onde os únicos itens obrigatórias são: Informar um e-mail e curtir a fanpage do blog no facebook. Pra adicionar mais cupons basta seguir os passos que se abrirão quando preencher os itens obrigatórios, como seguir no twitter, instagram e twittar sobre o sorteio 😉

Regras:

O vencedor receberá um e-mail e deverá responder em até 3 dias corridos, caso contrário será realizado um novo sorteio;
O livro será enviado em até 3 dias úteis após a confirmação por e-mail do ganhador e coleta endereço;
O produto será embalado com os devidos cuidados. O blog não se responsabiliza por extravios por parte dos correios, ou danificação do produto no processo de entrega por parte dos correios;
A promoção começa em 04/07/2016 e termina em 05/08/2016;
O prêmio só será enviado para endereço no Brasil.

a Rafflecopter giveaway

Boa sorte 😉

Juliana Urquisa Postado por Tags:
6 Comentários
19 maio 2016

Resenha A Política Sexual da Carne de Carol J. Adams

A_POLITICA_SEXUAL_DA_CARNE_1344426450BA Política Sexual da Carne – A Relação Entre o Carnivorismo e a Dominância Masculina
Autora: Carol J. Adams
Ano: 2012
Páginas:n352
Editora: Alaúde

Publicada pela primeira vez no Brasil, esta edição comemorativa de 20 anos traz o texto de uma das principais referências teóricas para a compreensão e o estudo das influências de uma sociedade patriarcal nos hábitos alimentares e na relação de seus membros com as mulheres e os animais. É impossível ficar indiferente à tese defendida por Carol J. Adams de que a matança de animais e a violência contra a mulher estão intrinsecamente ligadas. Mais que pregar uma dieta sem carne, esta obra polêmica e provocadora promete estimular as reflexões e os debates necessários para que se construa um mundo mais igualitário.

Terminei de ler esse livro faz algumas semanas, mas confesso que tive medo de escrever algo sobre ele e não ser à altura. É como escrever uma resenha sobre algo que nem sei explicar, com certeza vou reler um dia, encaro essa obra como uma bíblia pro feminismo e vegetarianismo e foi uma bagagem tão grande de conhecimento no decorrer da leitura que ainda tento digerir todo o aprendizado.

A Política Sexual da Carne - Carol J. Adams

Carol J. Adams conseguiu reunir relatos e história real, a bibliografia é gigante constando todas as referências, então é impossível fechar o livro e pensar algo como “Nossa, que viagem” porque infelizmente, é tudo real, é história. A autora faz uma análise sobre como o feminismo e o vegetarianismo sempre estiveram de mãos dadas, como as feministas mais citadas da história foram vegetarianas, mas esse aspecto nunca aparece em suas biografias.




A Política Sexual da Carne - Carol J. Adams

A ligação entre o patriarcado, a política sexual por traz do consumo da carne, os homens elevados ao posto de líderes do lar e da sociedade. O domínio daqueles que se alimentam de determinada forma e como o vegetarismo veio ganhando forças nos últimos 100 anos. Como após a segunda guerra mundial o vegetarianismo cresceu e no que isso interferiu na vida das pessoas. As mulheres e sua relação com a carne e o dever de preparar a comida dos homens, a sexualização dos animais e a animalização das mulheres frente ao controle do sexo masculino são assuntos abordados por Carol.

A Política Sexual da Carne - Carol J. Adams

Uma das coisas mais interessantes foi quando Carol mostra os livros antigos que tratavam o consumo da carne de forma sutil. Grandes escritores e estórias que eu jamais tive conhecimento que determinados personagens eram vegetarianos (como Frankestein que é vegetariano na obra e nunca tinha lido nada sobre isso) e como isso influiu na sociedade. Passei a ver as propagandas e certos comentários do dia a dia de forma diferente, como se tivesse aberto a mente pras entrelinhas postas à nossa mesa diariamente. Carol precisou correr muito atrás e pesquisar em bibliotecas e com os amigos e familiares das pessoas que ela escreveu porque a maioria das coisas não está disponível facilmente na internet, principalmente como as feministas estavam ligadas diretamente a causa animal. Entendi que oprimidos entendem oprimidos e as mulheres antigamente (hoje ainda somos oprimidas, mas antigamente bem mais) compreendiam a causa animal em sua maioria e sempre estavam em protestos tanto pessoalmente, como entre seus amigos e onde elas escrevessem.

Uma boa reflexão também é a forma como o homem está intrinsecamente ligado à morte, tanto com a caça, como com as guerras, e as mulheres à vida. O poder de gerar uma vida interfere diretamente na forma como as mulheres lidam com a vida. Um exemplo interessando no livro é: Quando uma mulher vê um animal ferido na floresta, ela pensa em cuidá-lo, enquanto que o homem pensa em matá-lo. Estou falando no contexto histórico, claro que os homens vem evoluindo muito, mas historicamente falando os homens sempre foram aqueles que devem caçar, que não sentem pensa, que devem ser os machos, que vão pras guerras, etc.

A Política Sexual da Carne - Carol J. Adams

O livro também traz várias citações de feministas, médicos e escritores. Separei alguns:

“Para ser feminista, a mulher precisa primeiro se tornar feminista. As feministas não percebem coisas diferentes das percebidas pelas outras pessoas; elas percebem as mesmas coisas, de maneira diferente. A consciência feminista, posso arriscar dizer, transforma um ‘fato’ numa ‘contradição'”.
– Sandra Li Bartky

“Quase não há seres humanos no curso da história que tenham morrido por um disparo feito por uma mulher; a imensa maioria dos pássaros e feras foi morta por vocês, não por nós.”
– Virgínia Woolf em Sociedade das Excluídas

“O homem andava com o animal, inquilinos do mesmo teto;
A mesma mesa ele tinha, e a mesma cama;
Nenhuma morte o vestia, nenhuma morte o nutria.”

– Alexander Poper em Éden

“Tinha tido o prazer, pelo menos, de morrer de morte natural.”
– Margareth Drabble em A Era do Gelo quando um faisão morre de ataque cardíaco.

“Acho que você devia perguntar quem começou a comer carne, e não quem recentemente a dispensou.”
– Plutarco em resposta a alguém que lhe pergunta por que Pitágoras se abstinha de comer carne.

“Por que você me pede para lhe dar satisfação por comer decentemente?”
– Bernard Shaw ao ser indagado por que era vegetariano.

“Eu poderia lhe dizer agora que sou vegetariana, mas vamos deixar isso de lado. Não vou entrar nas razões. Se você não as entende, não há muita coisa para dizer; e, se as entende, não preciso dizer nada.”
– Lynn Meyer em Thriller de Bolso

A Política Sexual da Carne - Carol J. Adams

Comprei o livro no VegFest e consegui o autógrafo da autora, legal porque foi na semana do meu aniversário e foi um presente e tanto. Carol viaja o mundo dando palestras sobre esse e seus outros dois livros (The Pornography of Meat e Living among Meat Eaters) que ainda não foram trazidos pro Brasil. Eu tinha uma leve noção de que o vegetarianismo e feminismo estavam interligados por causa do facebook e como as fêmeas das outras espécia são oprimidas, exploradas e estupradas diariamente pro prazer culinário, muito mais do que os machos, mas esse livro traz um contexto histórico desde quando nós mesmas, mulheres humanas tínhamos mais conhecimento disso e éramos mais empáticas com relação à isso.

A Política Sexual da Carne - Carol J. Adams

Percebo que no decorrer dos anos o feminismo se distanciou do vegetariano, infelizmente, talvez isso se deva aos avanços sociais e ao distanciamento da carne em si como animal da sociedade, o meio rural se distanciou do meio urbano e isso contribuiu pra alienação sobre como e de onde vem a carne e como ela é produzida. Li algumas resenhas criticando o livro e uma maioria elogiando. Pra mim é um livro obrigatória pra todas as pessoas, homens, mulheres, vegetarianos ou não. Ele abre os olhos, destaca hábitos inconscientes do ser humano tornando-os questionáveis, ou seja faz a gente pensar e tudo que abre a nossa a mente é bom pra sociedade em geral. Mas principalmente pras mulheres por ter um contexto em que elas estão inseridas como oprimidas e pra conhecimento sobre feminismo e vegetarianismo.

Juliana Urquisa Postado por Tags:
1 Comentário
01 mar 2016

Book Tour: Chinelo de Pano – Maria Edna

CHINELO_DE_PANO_1402336788BChinelo de Pano – Caminho seguro para a espiritualidade
Autora: Maria Edna Holer de Oliveira
Ano: 2013
Páginas: 160
Editora: Íthala

Quando perdemos pessoas a quem amamos profundamente, nos fazemos perguntas que nos colocam diante de emoções e conflitos existenciais jamais experimentados. As respostas a essas perguntas podem ser surpreendentes, sobretudo quando estamos dispostos a seguir em frente, apesar das dores da alma. O livro Chinelo de Pano é a descoberta da espiritualidade como ferramenta para uma vida mais plena, trata da luta constante para alcançar o equilíbrio, a paz e a alegria de viver.

Book Tour - Chinelo de Pano

Fui convidada pra participar do Book Tour do livro Chinelo de pano da autora Maria Edna através do Skoob e aceitei. Book tour é quando 1 livro viaja por várias cidades com o objetivo de divulgação. Cada leitora envia pra próxima quando termina de ler e assim a autora permite que várias pessoas conheçam seu trabalho, façam resenha, etc. É uma ótima ideia e como eu adoro ler e também curto receber e enviar coisas pelos correios (como antigamente, cartas, etc) sempre que posso participo de book tour e mando uma cartinha junto com o livro pra próxima leitora.




Chinelo de Pano conta uma história real sobre superação através da fé e auto conhecimento. A história fala sobre a perda de uma pessoa querida e como isso impacta na nossa vida. O caso aconteceu com a autora, Maria Edna, e foi essa grande perda que a fez começar a escrever. Inclusive ela possui outros livros publicados de contos, mas esse é a história de como tudo começou.

Book Tour - Chinelo de Pano
“Minhas escolhas me trouxeram exatamente onde escolhi estar. A soma dos meus dias se resume na construção da mulher que desejo ser. Escolhi o doloroso e árduo caminho ao enfrentar minhas dores: as dores da existência. Escolhi lutar por minhas escolhas, e descobri em mim uma força interior poderosa.”

Algumas pessoas são mais sensitivas do que outras e no livro vemos bastante disso, no decorrer da história vemos a autora conhecendo o espiritismo pra superar a dor da perda e continuar sua vida sem se entrega à tristeza e depressão. Conhece várias pessoas pelo caminho que a ajudam a perder o preconceito contra a doutrina e é através da fé que dá a volta por cima e consegue se reerguer. Ela deixa claro que é a fé e a força de vontade que consegue nos trazer de volta ao cotidiano, independente de qualquer religião, mas algumas nos identificamos mais do que outras.

Book Tour - Chinelo de Pano

Com apenas 160 páginas a leitura é rápida, porém encontrei alguns problemas com a edição e erros de português e concordância, além de existirem trechos repetidos, o que me tirou a atenção em algumas partes. Acredito que uma melhor revisão resolveria esses pequenos problemas e espero que na próxima edição estejam sanados. A autora escreve muito bem e vai e volta das situações de forma bem dinâmica.

Na foto abaixo o livro prontinho pra ir pra próxima leitora, direto de Recife pra São Paulo 🙂

Book Tour - Chinelo de Pano
“O ser humano é responsável pelos tormentos que cria para si mesmo, através dos pensamentos que alimenta e dos atos que pratica. Cada ser é responsável por tudo que faz e, cedo ou tarde, responderá por seus atos, não importa o tempo que leve.”

Uma história de superação e de compreensão, onde aprendemos através das experiências reais da autora a ter mais amor, calma e paz interior pra então viver uma vida plena apesar dos problemas cotidianos e pedras que aparecem em nosso caminho.

Juliana Urquisa Postado por Tags:,
1 Comentário
20 jan 2016

Meta de Leitura 2016

Meta de Leitura 2016

Esse ano eu já tenho vários livros na estante pra ler e pretendo não comprar nenhum até terminar todos. Não posso continuar acumulando sem ter tempo. Ultimamente estou lendo muito devagar e intercalo as atividades, não consigo fazer muita coisa ao mesmo tempo, ou estou na fase de tricotar como se não houvesse amanhã ou tentar terminar o livro que estou lendo. Já faz uns 2 meses que estou no mesmo livro O.O Não por ser ruim, e sim por ter muita informação que precisa ser assimilada com calma e quero absorver ele por completo (espero trazer a resenha dele em breve).

Os livros são:

1. Do Que Eu Falo Quando Eu Falo De Corrida – Haruki Murakami
2. Tudo Que Um Geek Deve Saber – Ethan Gilsdorf
3. Star Wars – Herdeiro do Império – Timothy Zahn
4. Budapeste – Chico Buarque
5. A Viagem do Elefante – José Saramago
6. A Descoberta do Mundo – Clarice Lispector
7. Os Filhos de Húrin – J.R.R. Tolkien

* Não necessariamente nessa ordem.

Meta de leitura 2016
Meta de leitura 2016

Dentre esses livros eu gostaria de falar do achado que foi a compra dos livros Budapeste e A Viagem do Elefante. Fomos pra um passeio de bike de manhã cedo e o ponto de encontro pra saída era a Praça Professor Flemming. Estacionamos por lá e eu já fiquei atenda pra um banner na entrada da praça que dizia que ali haveria uma feira de livros usados naquele dia! Mas como estava muito cedo, ainda não tinha nada. Quando voltamos do passeio a feirinha estava lá toda linda me esperando. Claro que eu não consegui sair de mãos vazias e comprei esses dois livros novinhos em folha! Já conheço o trabalho incrível do Saramago como escritor, mas ainda não tinha nenhum livro dele, ainda não li nenhum livro do Chico Buarque. Estou ansiosa pra começar e sinto que vou gostar. Cada um custou R$ 10,00

Meta de leitura 2016

Os livros abaixo foram presentes Conheci Haruki Murakami, autor de Do Que Eu Falo Quando Eu Falo De Corrida, no blog Uma Cadeira Por Favor da Carol e fiquei encantada com esse livro que fala sobre como ele largou seu bar de jazz e começou a correr e posteriormente como a corrida o ajudou como escritor. Estou muito curiosa sobre essa história real e inspiradora. Ganhei do meu irmão de natal. Já Tudo Que Um Geek Precisa Saber fui sorteada numa das promoções do blog Fluffy da Gabi! Eu estava querendo muito esse livro, além de ser lindo e obrigatório na estante de um casal geek como nós, conta a viagem super divertida do autor por pontos importantes no universo nerd como cenários de filmes, etc.

Meta de leitura 2016
Meta de leitura 2016

São 7 livros, o que me parece uma boa média de leitura anual pra alguém com pouco tempo feito eu, mas que não desisto do meu amor pela leitura. Será que consigo? 😀

Juliana Urquisa Postado por Tags:
4 Comentários
23 dez 2015

Autógrafo do Flávio – Livro de receitas do canal VegetariRango

vegetarirango001

Quando o Flávio Giusti compartilho no facebook que quem comprasse o livro de receitas do canal dele do youtube, o VegetariRANGO, na pré-venda receberia o livro autografado, não pensei 2 vezes! Eu estava querendo mesmo um livro de receitas vegetarianas fáceis e eu adoro os vídeos do Flávio, então eu compraria mesmo que fosse só pra ajudar, hahaha!

O VegetariRANGO tem uma proposta super diferente. As receitas são bem legais e o Flávio dá um toque divertido, ele é engraçado e faz a maior bagunça. As vezes eu assisto só pra rir e termino aprendendo alguma dica incrível sobre culinária.

vegetarirango002

Na introdução do livro tem a Marly (presidente da SVB) e o Flávio Costa (Vista-se) dando depoimentos super fofos sobre o Flávio e a proposta dele e também o próprio autor conta um pouco sobre si mesmo em 3 páginas que faz a gente repensar muitas coisas nas nossas vidas. Depois desses textos vêm as receitas e fotos lindas de comidas veganas e deliciosas! Bolo, sanduíche, hambúrguer, macarrão, nhoque, etc, sempre com nomes engraçados como o estrogonofe que vira estrogobofe, rs.

Sem falar que o livro é todo lindo, as fotos, artes, diagramação, tudo um capricho. Olha essas fotos abaixo do livro que AMBILIVABOU, hahaha, como diria o próprio Flávio.

vegetarirango003
vegetarirango004

Se você ainda não conhece o VegetariRANGO, dá uma olhada no canal do youtube. No final do vídeo ele sempre leva a receita pronta pra alguém famoso provar e bater um papo, esse vídeo abaixo foi com a participação do Fábio Porchat:

Esse é o meu primeiro livro de receitas veganas. Ainda não fiz nenhuma receita dele, mas assim que fizer trago pro blog! 😀 O livro está à venda na lojinha on-line do VegetariRANGO com frete fixo de R$ 9,99 pra todo o Brasil!!

Juliana Urquisa Postado por Tags:
Comentários
12 nov 2015

Resenha: Um Gato de Rua Chamado Bob

UM_GATO_DE_RUA_CHAMADO_BOB_1365596111BUm Gato de Rua Chamado Bob
Autor: James Bowen
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013
Páginas: 240

Quando James Bowen encontrou um gato ferido, enrolado no corredor de seu alojamento, ele não tinha ideia do quanto sua vida estava prestes a mudar. Bowen vivia nas ruas de Londres, lutando contra a dependência química de heroína, e a última coisa de que ele precisava era de um animal de estimação. No entanto, ele ajudou aquele inteligente gato de rua, a quem batizou de Bob (porque tinha acabado de assistir a Twin Peaks).
Depois de cuidar do gatinho e trazer-lhe a saúde de volta, James Bowen mandou-o embora imaginando que nunca mais o veria. Mas Bob tinha outras ideias. Logo os dois tornaram-se inseparáveis, e suas aventuras divertidas — e, algumas vezes, perigosas — iriam transformar suas vidas e curar, lentamente, as cicatrizes que cada um dos dois trazia de seus passados conturbados.
Um Gato de Rua Chamado Bob é uma história comovente e edificante que toca o coração de quem a lê.

Desde que li a resenha no Fluffy que vinha desejando esse livro e quando vi que podia trocar meus pontos do cartão de crédito por um vale presente da Livraria Cultura, caiu como uma luva! O cupom era de exatamente R$ 30,00 e o livro custou R$ 29,90 😀

Um Gato de Rua Chamado Bob

Demorei pra terminar porque sempre faço mil coisas ao mesmo tempo e junto com o livro eu estava tricotando e reaprendendo violão. Abandonei-o por mais de 1 semana, mas bati o pé e decidi terminar. Passei a fazer os caminhos de ida e volta pro trabalho lendo, uma lanterninha portátil que meu marido me deu ajudou bastante à noite.

Um Gato de Rua Chamado Bob

Eu amo ler histórias reais, porque elas me inspiram e me fazem refletir sobre a vida das outras pessoas e como posso melhorar a minha vida através dos seus ensinamentos e experiências. Com o James não foi diferente, um cara com bastante problemas desde criança e que encontrou Bob num momento especial. A vida de James muda completamente desde que o gato entra na sua vida, trazendo senso de responsabilidade e vontade de ser uma pessoa melhor pra Bob.

Algumas pessoas conseguem seguir suas vidas numa linha contínua e fluente sozinhas, mas outras não. Outras precisam de um porto seguro e eu acho que James é assim. Sozinho ele não se mantinha em pé, ele precisava de uma companhia, alguém por quem estar presente. Todo mundo é diferente e isso não é um defeito, imagina se todos fossem iguais, que sem graça seria?

Um Gato de Rua Chamado Bob

O livro é muito bem escrito, tem linguagem fácil e a linha do tempo é bem feita. Eu imagino a loucura que deve ter sido juntar tantas histórias legais que James escreveu e depois organizar tudo pra criar esse livro <3 É uma história leve pra ler e ficar feliz, em algumas partes chorei de emoção (não posso contar em quais pra evitar spoiler, mas se você ler acredito que também vá chorar). É um livro pra sorrir e somar, dar força e crer que se estamos numa fase ruim devemos continuar seguindo em frente e tentando, pois conseguimos qualquer coisa quando tentamos com o coração.

Um Gato de Rua Chamado Bob

Juliana Urquisa Postado por Tags:
8 Comentários
21 set 2015

TAG – Epic Reads

A tag Epic Reads é sobre livros e foi o Caio (link do post) que me indicou.

1) Você pode convidar um autor e um personagem para um chá, quem seriam?
Autor: Saramago.
Personagem: Lóri do livro Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres de Clarice Lispector.

2) Este autor poderá escrever um prequel para algum personagem, para quem seria?
Morte de Neil Gaiman.

3) Crie um bom casal de personagens de livros diferentes
Hassan de O Caçador de Pipas e Mariam de Cidade do sol.

4) Você está numa estação e um escritor está prestes a entrar no ônibus. Qual escritor seria e o que você gritaria pra ele?
Clarice Lispector. “Cuida de si mesma interiormente. Não se preocupe tanto em estar bonita pra sociedade e triste e cinza por dentro. Seja feliz.”

5) Qual livro te transformou num leitor?
A Menina que Roubava Livros.

6) Está acontecendo um incêndio na sua estante, qual livro você salva primeiro?
O Silmarillion.

7) Em qual universo distópico você viveria e porque?
Hogwarts. Porque é mágico, cheio de aventuras e contem exatamente tudo o que eu sonhava que existisse quando eu era criança.

8) Qual a sua leitura mais épica de todos os tempos?
Comer, Rezar, Amar. Foi com ele que abri a mente e comecei a dar valor ao que importa de verdade e deixar os bens materiais de lado. Toda aquela lavagem cerebral que a TV e a publicidade fazem com a população, meio que despertei.

Fazendo esse meme percebi que li muito pouco na minha vida 🙁

Juliana Urquisa Postado por Tags:
4 Comentários
30 jul 2015

Autógrafo do Dr. Eric Slywitch

A SVB realiza palestras mensais grátis no auditório da Livraria Cultura do Shopping Paço Alfândega como forma de informar as pessoas sobre diversos assuntos ligados ao veganismo. Eu procuro ir sempre que posso e participei do lançamento do livro Emagrecendo Sem Dúvida do Dr. Eric Slywitch que foi uma das melhores! Auditório lotado e dividido entre veganos e não veganos, pessoas buscando conhecimento sobre o próprio corpo, nutricionistas, etc. Notei que quando o assunto é alimentação o público é sempre maior, mesmo que o foco seja o veganismo, esse assunto atrai muita gente.




Emagrecendo Sem Dúvida - Eric Slywitch

Médico especialista em nutrologia, o Dr. Eric também é mestre em ciências pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordenador do Departamento de Medicina e Nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB). É vegetariano desde os 17 anos e teve contato com essa alimentação através das artes maciais (pela filosofia oriental). Se formou em medicina em 2001, atende no seu consultório em São Paulo, sempre orientando através da dieta vegetariana, a qual estuda e trabalha desde a faculdade.

Pegando gancho no Cultuva Veg (evento de palestras mensais da SVB) o livro foi lançado com direito a um grande resumo do que aborda pelo próprio autor, que trouxe slides e umas conversa quase técnica, mas levada num fluxo leve e divertido.

Emagrecendo Sem Dúvida - Eric Slywitch

Com toda essa bagagem intelectual (dei uma resumida, mas o currículo completo pode ser acessado através do seu site: www.alimentacaosemcarne.com.br) nada mais justo do que repassar esse conhecimento para a população através de livros! Obrigada, Dr. Eric! O primeiro publicado foi Alimentação Sem Carne em 2010 e em 2014 lançou Emagrecendo Sem Dúvida, o qual fui no lançamento aqui em Recife. Um papo aberto sobre proteína, mitos, carboidratos, açúcar e substituições suadáveis e simples no dia-a-dia que fazem toda a diferença naqueles exames de check-up. Aprendemos sobre saúde do corpo e da mente e no que elas implicam na alimentação, que nem sempre comer muito é igual a engordar e vice-versa, pois existem outros fatores que influenciam nisso, como a insulina, glicose, etc.

Emagrecendo Sem Dúvida - Eric Slywitch
Emagrecendo Sem Dúvida - Eric Slywitch

É impossível transcrever todo o aprendizado absorvido na palestra. Saí do auditório super feliz de poder assistir e ouvir alguém tão inteligente e que realmente tem a cabeça aberta pra fugir do padrão que as indústrias e (até mesmo dentro da própria faculdade) o preconceito impõe na sociedade. Se ele for na sua cidade algum dia, fica de olho e tenta ir!

Juliana Urquisa Postado por Tags:
7 Comentários
27 jun 2015

Resenha: O Silmarillion

O_SILMARILLION_1319669370BO Silmarillion
Autor: J. R. R. Tolkien
Ano: 2009
Páginas: 470
Editora: WMF Martins Fonte

Quando ‘O Senhor dos Anéis’ foi publicado, as histórias de ‘O Silmarillion’ já existiam em suas versões iniciais, escritas em velhos cadernos, muitas vezes às pressas e a lápis. Tolkien trabalhou nesses textos ao longo de toda a sua vida, tornando-os veículo e registro de suas reflexões mais profundas. ‘O Silmarillion’ relata lendas de um passado remoto, ligadas às Silmarils, três gemas perfeitas criadas por Fëanor, o mais talentoso dos elfos. Morgoth, o Senhor do escuro, que habitava a Terra-média, roubou essas pedras preciosas e as engastou em sua coroa de ferro. Para recuperá-las, os altos-elfos travaram uma guerra prolongada e sem esperanças contra o grande Inimigo.

O SIlmarillion

Comecei 2015 com o foco de fazer coisas que queria há muito tempo, mas não conseguia. Eu comprei esse livro há uns 2 anos e sempre adiei e adiei. Finalmente consegui pegá-lo e terminá-lo sem enrolar, a história também ajuda, cada capítulo melhor do que o outro, muitas histórias incríveis em um livro só, tudo se encaixando perfeitamente. Eu sempre quis ler O Senhor dos Anéis e já sabendo de todos os livros que rodeiam essa história, pesquisei e comecei pelo começo e vou seguir a ordem dos livros, que não é a mesma ordem cronológica dos lançamentos. Muitos livros foram publicados após a morte do JRR Tolkien, editados e organizados por seu filho anos mais tarde. Foi isso que aconteceu com O Silmarillion, ele trás uma introdução de 2 páginas com o Christopher Tolkien explicando como conseguiu reunir contos separados em uma história completa e entendível à fim de criar um livro que contasse o começo de tudo, da Terra Média e do mundo antes da Terra Média.

O SIlmarillion

Esse livro não chega nem perto da história d’O Senhor dos Anéis ainda, mas deixa espaços que conseguimos fazer a ligação com o futuro. Eu vi os filmes e sei o que acontece, por mais que não sejam idênticos aos livros, tem a essência. O Silmarillion fala sobre os deuses antigos, os Valar, as árvores sagradas Temperion e Laurelin e como elas foram criadas, conta como surgiu Valinor, os homens, os anões, o dia e a noite, consequentemente a história do Sol e da Lua. Cada conto mais lindo que o outro, em muitos precisei recuperar o fôlego pra continuar a leitura. Uma obra de arte emocionante. Ficamos sabendo como Sauron se tornou Sauron e quem era Melkor, seu mestre que começou todo o mal. A história central do livro são as silmarils, 3 pedras preciosas e únicas criadas por Feanor, um dos primeiros filhos dos Valar. As últimas 80 páginas são de glossário, pronunciação das vogais e consoantes dos nomes élficos e mapas.

O SIlmarillion

Terminei o livro com a sensação de que fiz a coisa certa, espantada com tamanha perfeição de obra e em êxtase por conseguir concluir um livro tão complexo e conseguir compreender todos os acontecimentos.

Ordem de leitura dos livros para seguir a história:
O Silmarillon
Os Filhos de Húrin – Leitura em andamento
O Hobbit
O Senhor dos Anéis
Contos Inacabados

Juliana Urquisa Postado por Tags:
6 Comentários
18 jun 2015

Resenha: Nosso Lar

CartazNossoLar_embaixa_5MBNosso Lar – A Vida no Mundo Espiritual
Autor: Chico Xavier
Ano: 1945
Páginas: 251
Editora: Federação Espírita Brasileira

Nosso Lar é o nome da Colônia Espiritual que André Luiz nos apresenta neste primeiro livro de sua lavra. Em narrativa vibrante, o autor nos transmite suas observações e descobertas sobre a vida no Mundo Espiritual, atuando com um repórter que registra as suas próprias experiências. Revela-nos um mundo palpitante, pleno de vida e atividades, organizado de forma exemplar, onde Espíritos procedentes da Terra passam por estágio de recuperação e educação espiritual supervisionado por Espíritos Superiores. Nosso Lar não é o Céu; é mais um hospital, uma escola, uma zona de trânsito. Mas nos permite antever o Mundo Espiritual que nos aguarda, quando abandonarmos o corpo carnal pela morte física.

Ganhei esse livro do meu, na época, noivo numa fase muito difícil, o quase infarto do meu pai, mas eu realmente não tive cabeça pra ler. Meu pai estava internado fazendo os exames pra saber qual solução os médicos tomariam sobre o seu problema, e meu pai é um cara bem ativo, acorda cedo, varre as folhas das árvores na frente de casa, faz reparos na casa, limpa a piscina, cuida de uma horta… Então eu sabia que ficar internado numa cama de hospital sem poder nem caminhar pelos corredores, somado com o estresse de ter que passar por uma cirurgia extremamente delicada, estava lhe tirando a paz. Decidi emprestá-lo esse livro. Meu pai nunca foi religioso, mas nesses momentos quem não é? Ele adora ler e aceitou de bom grado. Leu tudo e me devolveu ainda antes da cirurgia e eu ainda sem coragem de ler…

Nosso Lar - Chico Xavier

A entrada pra cirurgia foi uma despedida, lágrimas de todos os lados, tensão, tristeza por termos deixado chegar à esse ponto. Já era tarde e rezamos, graças a Deus deu tudo certo! Esse livro marcou esse momento de 2013. Só vim conseguir pegá-lo novamente nas mãos durante a mudança após o casamento e decidi que seria o primeiro livro que eu leria na casa nova. Li rápido, é um livro bem fácil de ler. Eu sou católica por batismo e depois de estudar várias religiões saí do ateísmo pro espiritismo. Nunca tinha lido nenhum livro espírita, e confesso que quero ler mais. Esse foi o primeiro de muitos. Tenho alguns na estante, todos foram presente.

Nosso Lar - Chico Xavier

Esse livro fala sobre um homem, médico, que faleceu e sobre sua jornada no mundo espiritual desde o momento de sua morte, seus tormentos e culpas, até conseguir compreender o novo mundo em que fazia parte. A ascensão do espírito através do trabalho e do auxílio ao próximo, da aceitação de si mesmo e dos outros e a importância de se enriquecer interiormente em vida. Nosso Lar é uma comunidade no plano espiritual que funciona como uma sociedade, cada um tem um trabalho e o salário é recebido em horas. Cada um faz a sua parte pra tudo funcionar perfeitamente como uma engrenagem. O livro foi psicografado por Chico Xavier, as palavras são do espírito André Luiz.

Sei que tem gente que não acredita nisso, mas pra quem interessar ler sobre uma história pós morte, sobre amor e aprendizado, esse é um excelente livro.

Juliana Urquisa Postado por Tags:
6 Comentários