14 abr 2014

Casamento da minha irmã (Martha e Felipe)

Sábado foi o casamento da minha irmã. Ela preparou tudo com muito amor, pensou nos mínimos detalhes e fez questão de ser uma comemoração simples, mas elegante. Escolheu uma das igrejas mais belas de Olinda, a Igreja Santa Tereza.

A festa foi estilo bolo e champanhe e tinha um clima de chá da tarde. A decoração clean, charmosa e romântica fez o diferencial, com flores coloridas em vasos belíssimos, bicicletas em cima das mesas e gaiolas retrô em todos os cantos (tem como não amar?), super vintage!

O vestido foi encomendado e feito por costureira renomada, o decorador também um dos mais procurados de Recife, o buffet atingiu a perfeição com salgados deliciosos e quentinhos e a banda animou a festa com um repertório escolhido a dedo pelos noivos. Músicas lindas, mpb de primeira!

Pensei que seria o casamento que mais aproveitaria, mas me enganei! Hahaha! São muitas obrigações, não só pros noivos, mas também pros familiares! Fotos, atenção à todos os familiares e convidados e verificar se tudo está correndo bem (não dá pra deixar tudo nas mãos do cerimonial). Eu não consegui tirar muitas fotos, minha mãe tirou várias do celular dela e são essas que usei no post. Correria total.

Infelizmente um imprevisto aconteceu. O Padre não apareceu… No começo pensamos ser apenas um atraso, mas depois de 1 hora sem conseguir falar com ele pelo telefone, o cerimonial foi atrás de outro padre e graças a Deus conseguiram! Imagina arranjar outro padre assim, em cima da hora do casamento! Pois é! A cerimônia iniciou com 2 horas de atraso por causa desse bendito padre que sumiu! Que ódio desse homem! E o Padre Ivan (o oficial do casamento), até hoje não sabemos notícias… Mas Deus é pai e tudo correu bem, o casamento foi lindo e muito emocionante.

image_13824574083_l

Meu pai chorou muito, foi lindo vê-los entrando na igreja, um momento único. Senti um amor tão grande! Chorei litros xD Levei as alianças junto com meu avô e aí chorei mais 400 litros no caminho até o altar. Hihihi!

Minha irmã estava linda! A noiva mais linda que eu já vi!

image_13825055674_l

Casamento da Minha Irmã

Abaixo o meu look. Essas foram as únicas 4 fotos que tirei no celular da minha mãe. Tem mais nas fotos oficiais. Não tive tempo de tirar foto da make nem de mostrar melhores detalhes do vestido. Achei esse vestido lindo de morrer e me senti super bem com ele. Confortável e elegante 🙂

look2

Desejo tudo de mais feliz nessa vida pro casal. Muita paz, amor, companheirismo, paixão, saúde! <3 E que venham logo meus sobrinhos!!! Hahaha!!!

P.S.: Quando saírem as fotos oficiais farei outro post e passarei os fornecedores.

Juliana Urquisa Postado por Tags:,
13 Comentários
31 dez 2013

A maior barra de 2013

Hoje é o último dia do ano e eu não poderia deixar de relembrar o fato mais marcante que aconteceu nele. 2013 começou com uma rasteira, um problema sério de saúde com o meu pai, mas superamos e uniu muito a nossa família. Quando meu pai ficou bom decidiu comprar uma casa e essa mudança foi maravilhosa, porque moramos no mesmo apartamento desde sempre e esse era um sonho. Com a casa vieram os pets, Maia e Bob <3 Não falei sobre isso com muitas pessoas, também não escrevi no blog na época, mas decidi contar agora já que relembrei quando escolhia fotos no instagram pro Mosaico Retrospectiva 2013. Vamos lá…

Foram meses de noites mal dormidas, de agonia e preocupação. Meu pai tem pressão alta e diabetes e nunca se importou muito com alimentação saudável, apesar de cortar o sal em todas as suas refeições, sempre gostou de churrasco, gordura e whisky. As caminhadas eram frequentes, ele sempre gostou de andar, mas desde janeiro ele sentia coisas estranhas quando caminhava, mas meu pai é muito forte e não pede ajuda. Quando ele pede ajuda, é porque o negócio está sério. Então um dia recebemos uma ligação dele em casa pedindo que meu irmão fosse buscá-lo de carro numa praça próxima, pois ele estava passando mal e não conseguiria ir andando. Ficamos desesperados desde então, sempre pedindo que ele fosse ao médico, mas a teimosia era grande e ele continuou seu modo de vida tranquilamente… Até que não aguentou mais, pois nem subir as escadas com a feira ele conseguia sem cansar muito e sentir que seu coração ia sair pela boca. Foi vencido e foi ao hospital. Chegando lá, o médico solicitou internação devido a pressão alta, em média 19 por 12 e sem baixar com medicação. Começou a corrida com exames em busca do real problema que meu pai tinha, pois só com os resultados seria possível fazer o tratamento ideal. Depois de quase um mês e uma bateria de exames descobriu-se que o coração estava maior do que deveria, sobrecarregado e que havia uma veia quase entupida totalmente. Solução: Ponte de safena. Medo, tanto medo tínhamos de dar algo errado. Ele tinha tanto medo de nos deixar. Foi horrível, pior momento da minha vida, das nossas vidas! Nunca quero passar por isso novo. Só de lembrar já dá vontade de chorar. Graças a Deus, depois de horas dentro da sala de cirurgia, terminou e deu tudo certo. Foi um sucesso. A recuperação é difícil, muita dor, UTI, sondas… Só Deus sabe como é entrar na UTI e ver seu pai começar a chorar só porque te viu… Vê-lo naquele estado, cheio de sondas no tórax. O pós-operatório é horrível! Meu pai é um homem muito forte pra conseguir passar por tudo aquilo. Rezamos muito, e tudo passou. Hoje são apenas lembranças e esperamos nunca mais passar por aquilo de novo.

Gente, cuidem dos seus, não deixem seus amados viverem de qualquer forma. Façam com que eles se cuidem, cuidem de seus corpos e almas, pois o ser humano só sabe dar valor quando perde. Não deixem que algo assim aconteça pra tomar uma atitude e mudar de vida.

Desejo muita paz, amor e saúde pra todos e que venha 2014!

Juliana Urquisa Postado por Tags:,
8 Comentários
10 ago 2010

Dia dos Pais

Nesse Dia dos Pais fomos pra casa do meu avô, almoçar em família. Pra quem não sabe ainda, eu tenho uma moto (tá escrito ali no perfil), e meu irmão também tem uma moto. E essa paixão por motos vem dos nossos antepassados. Nosso pai tinha uma moto quando era solteiro e no comecinho do casamento, até que precisou trocar por um carro, quando minha mãe engravidou do primeiro filho. E meu avô também tinha moto quando era jovem, e tem umas fotos bem legais da minha mãe com 1 ano de idade em cima da sua lambreta (não achei essas fotos, mas sei que estão escaneadas em algum lugar do pc).

Então, todo esse papo sobre motos e antepassados, porque nesse Dia dos Pais, eu e meu irmão ficamos conversando com meu avô sobre a moto dele e ele terminou nos contando algumas histórias mirabolantes. Se eu escrever aqui, não terá a graça de quando ele nos contou. Uma das histórias é sobre uma queda que ele deu num Padre que pediu carona na beira da estrada e se arrependeu. E outra é sobre um desconhecido que pediu carona até Garanhuns e caiu no meio do percurso nem meu avô perceber, só percebeu que estava sem o carona quando estava subindo uma ladeira e a moto começou a pedir 3ª marcha, meu avô pensou: “Óia, a moto com dois cabras e tá pedindo 3ª! Essa é boa mermu!!” Mas quando meu avô olhou pra trás pra completar o comentário, viu que o cabra tinha caído e não se sabia aonde! Rs.

Infelizmente eu só conheci o meu avô por parte de mãe. Meu avô por parte de pai faleceu quando meu pai tinha apenas 9 anos.

Curiosidade sobre meu avô:
Lutou na 2ª Guerra Mundial – Mas nunca falou nada sobre o que houve lá. Quando éramos crianças, perguntávamos muito, tínhamos curiodades, e sempre que comentávamos algo sobre a guerra seus olhos se enchiam de lágrimas. Quando fomos crescendo e começamos a entender melhor as coisas e o que acontecia em uma guerra, nunca mais perguntamos nada.

Curiosidade sobre meu pai:
Já era careca aos 18 anos – Na foto da identidade dele, ele já era careca. Triste, né? Ele nunca quis saber de peruca e nem de implante, rs…
Começou a trabalhar aos 9 anos – Com a morte do meu avô, meu pai e seus 8 irmãos precisaram começar a trabalhar cedo pra ajudar a mãe em casa. Mas apesar dessa infância difícil, meu pai estudou e passou num concurso aos 18 anos e é onde trabalha até hoje, há mais de 30 anos.

24 Comentários
14 jul 2010

Inclusao Digital?

garota-no-computador

Meu irmão, no seu msn, no seu notebook, no seu quarto.

Eu, no meu msn, no meu computador, na sala.

Abro o msn, começo a ler os nick’s alheios (mania) e vejo que meu irmão está com o nick: “Assistindo filmes”. Dou uma passada rápida na frente do seu quarto, pra ver que filme ele estava assistindo. Vejo que é um dos filmes que está num CD que meu namorado meu deu. Então abro um pvt (quem lembra do mIRC?) e pergunto: “Já viu ‘O Livro de Eli’?”

Ele responde que sim, mas que não gostou. Então pergunto se ele também quer assistir ‘Querido John‘, ‘Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças‘ e ‘Letra e Música‘, que meu namorado também gravou pra mim em DVD’s separados. Ele diz que quer.

Vou no quarto dele e entrego os DVD’s, sem dizer uma palavra, e ele sem dizer nada em troca também. Afinal, tínhamos resolvido tudo pelo msn.

Onde esse mundo vai parar?

Juliana Urquisa Postado por Tags:
27 Comentários
14 abr 2010

Uma lembrança

Lembrei-me hoje de uma situação vivida quando eu tinha uns 10 anos. Eu era magricela, e tinha os cabelos lisos, porém muito cheios, tinham mesmo que ficar presos. Eu parecia com a Olívia Palito e tinha muitos apelidos relacionados à minha magreza na escola e com os amigos da rua de casa. Eu sempre fui uma criança feliz, apesar de me achar feia. Mas um dia tive uma crise.

Tinha terminado de tomar banho e estava penteando os cabelos no espelho do banheiro, quando minha irmã entrou e começou a dizer que eu era feia, magra e tinha o cabelo que parecia uma palha. Olhei pra ela, e quis que ela morresse. Nunca me importei com os insultos da minha irmã. Mas quem entende as mulheres? Um dia tudo muda e começamos a sentir coisas que antes não sentíamos. Acho que minha parte “mulher” começou a nascer dentro da parte “menina” nesse dia. A vaidade me doeu.

Fui pra cama e comecei a chorar quieta, calada. Minha mãe percebeu e me perguntou:

– Por que você está chorando, Ju?

A resposta foi simples e sincera, e parecia a coisa mais importante do mundo.

– Eu sou feia.

E isso era motivo pra chorar. Mas minha mãe jurou que eu era linda e que minha irmã era louca, despeitada e tinha inveja da minha beleza. Era mentira, minha irmã sempre foi mais bonita do que eu. Mas achei de uma gentileza tão grande da minha mãe, porque eu sabia que pra ela eu realmente era a pessoa mais linda do mundo, pra ela.

Entendi que a beleza não é algo que vem de fora pra dentro, e sim de dentro pra fora.

Juliana Urquisa Postado por Tags:
8 Comentários
29 jan 2010

Pessoas que mimam ou são mimadas

O ato de se dar mais importância a uma certa pessoa do que a outras, é repugnante para mim. Claro que há exceções, como por exemplo, você tem três filhos, mas um deles tem um problema sério, uma doença, e requer atenções especiais, nesse caso vale à pena. Mas em casos normais, me dá um ódio.

Uma mãe tem um sonho, ter um filho homem, engravida duas vezes e são duas meninas. Decidiu que não teria mais filhos, pois dois já é um número razoável. Ela engravida novamente, mas dessa vez é diferente! Ela acredita que, agora sim, vem o homem tão esperado! Luta contra os preconceitos de uma sociedade em que ter três filhos é coisa de gente burra e o tem. O homem que ela sempre quis, seu filho.

A partir daí começam as preferências e mimos. Porque ele é homem, e não precisa lavar roupas, varrer casa, cozinhar e nem sequer lavar o próprio prato que comeu. Afinal de contas, ele é homem e ainda por cima tem um mãe que sempre o quis e duas irmãs mais velhas que servirão de suas escravas, porque nasceram sem serem quistas! Ou melhor, nasceram sem pênis ¬¬

Ontem eu pensei na seguinte frase, pra quando as duas meninas sairem de casa: “Fique feliz, porque agora você só tem o filho que você quis”.

Juliana Urquisa Postado por Tags:
8 Comentários
19 jan 2010

Turbinectomia

Turbinectomia é uma cirurgia para redução do volume dos cornetos do nasais, que no caso de estarem exageradamente hipertrofiados dificultam e até impedem a livre entrada do ar nas fossas nasais.

Fonte: Wikipédia

Desde que me entendo por gente que lembro do meu irmão com fobia que tocassem no seu nariz. Pra assoar, ou limpar, ou mexer, era um inferno! E pra respirar então, pior ainda! De 15 em 15 minutos ele dava umas respiradas com força pelo nariz. Não conseguia manter a respiração pelo nariz, porque isso requeria força e cansava. Então quando ele cresceu começou a se interessar pela área de Saúde, fez 1º período de Educação Física e trancou, pois disse que não havia sangue o suficiente, escolheu o curso errado. E agora está fazendo um curso técnico de enfermagem. Começou a pesquisar e aprender sobre o que poderia ser esse problema que ele tinha no nariz e depois de vários exames e acompanhamento médico, foi decidido que a única solução seria fazer a turbinectomia.

Ele fez a cirurgia ontem às 15:00h e minutos após ter saído da sala, cheio de curativos nas narinas, começou a sangrar absurdamente, esborrou dos curativos internos e externos e escorria pelo rosto. Infelizmente eu não estava lá, mas minha mãe ficou com ele o tempo todo. Os médicos disseram que isso é muito raro, mas que pode acontecer, devido a ter muitos vasos nessa região. Depois de algum tempo trocando os curativos encharcados, estancou um pouco. Quando larguei do trabalho fui visitá-lo às 21:00h e o nariz e o lábio superior estavam super inchados e ainda estava sangrando um pouco, mas nada extraordinário, o inchaço também se deve ao fato de estar entupido de gaze por dentro das narinas. Ele teve alta hoje às 11:00h, e já está bem menos inchado. A recuperação é de mais ou menos 1 semana.

É perceptível que é um pós-operatório bem desconfortável, mas acredito que vale a pena. Imagina você passar 20 anos da sua vida sem saber o que é respirar pelo nariz com facilidade. Tenho certeza que quando tudo estiver cicatrizado, vai ser uma paz pra ele =)

Ah, e ele guardou o que tiraram de dentro do nariz dele, coisinhas feias e enormes!

Juliana Urquisa Postado por Tags:
16 Comentários
17 dez 2009

Aniversario da minha mãe

Hoje é aniversário da minha mãe! Não sei de quantos anos, ela não revela mais isso, e nem eu me interesso em saber. Se ela disser que tem 15 anos, eu acredito! Porque se juntarmos 5 adolescentes e colocar do lado dela, com certeza ela tem mais energia, rs… Ela é a mulher que eu quero ser no futuro, meu espelho, meu ídolo.

Marta, antes de ser minha mãe, és uma mulher maravilhosa, batalhadora, que conseguiu tudo o que tens hoje com muito suor, ouvindo muito desaforo. Você está em minha mente sempre, em cada segundo, em cada respiração penso em ti. Você é meu chão, meu ar, meu amor, minha menina, minha mulher. Espero sempre te ver feliz, e na tristeza enxugarei as tuas lágrimas e te contarei aquelas piadas sem graça que só eu sei contar, e que só você ri delas (ou de mim, rs).

Feliz aniversário, mulher da minha vida! Te amo =*

7 Comentários